Paulo O Redator

RIO DE JANEIRO, CHUVAS E FALTA DE VONTADE POLÍTICA

A equipe do Jornal O Redator se solidariza com todas as vítimas das chuvas torrenciais que fazem vítimas de tragédias em todo o Rio de Janeiro. É grande o sofrimento, e não é hora de repetirmos o velho refrão vendido em favor do poder público estadual, de que o povo é o culpado, porque gera o lixo que entope os bueiros e causa enchentes.
O que ocorre no Rio de Janeiro vai muito além do lixo produzido e lançado pela população. O lixo contribui, sim, mas o grande problema é a falta vontade política. A ausência de planejamento e providências eficazes para as novas realidades do Estado: crescimento populacional, construções irregulares não contidas pelo poder público, que deveria resolver sem desabrigar os necessitados cuja necessidade leva a invadir áreas de risco. Sobretudo, a ganância que faz economizar valores em projetos urgentes de replanejamento das metrópoles.
Que o bom senso prevaleça. Que se faça algo real pelas vítimas sobreviventes e as que perderam entes queridos. E haja consciência política de que algo deve ser feito agora, tanto quanto é necessário iniciar urgentemente um trabalho que evite futuras tragédias, quando as chuvas volumosas voltarem a castigar o Rio de Janeiro na próxima temporada.

Adicionar comentário

*

code